A casa é sua

Um blog para quem adora viajar e planejar viagens



segunda-feira, 23 de julho de 2012

Turquia: as dicas gerais que você precisa saber

Por que ir? - Porque tem cidades lindas, com o exotismo de um país muçulmano, costumes completamente diferente dos nossos, mesquitas surreais, um povo muito simpático, uma história mega interessante e comidas boas e baratas.

Para onde ir? - Istambul não é a capital do país (é Ancara), mas é destino obrigatório no seu roteiro. Com mais de três dias inteiros na Turquia, voe para a região da Capadócia e passe dois dias inteiros lá (curta o voo de balão e as cavernas-esconderijo!). Outros lugares bastante visitados são Pamukkale, que tem cascatas de água que parecem ser bem bonitas e Éfeso, com suas famosas ruínas. Mas olhe bem o mapa da Turquia: o país é enorme! Há muitas excursões de ônibus de 1 semana a 10 dias que passam por esses locais que eu falei, mas devem ser cansativas... Eu fui a Istambul de avião e de lá, também de avião, fui à região da Capadócia, que ainda vou detalhar nos próximos posts. Pensei em conhecer Pamukkale, mas uma amiga que foi disse que ficou decepcionada: as plataformas de rocha onde costumam haver quedas d'água estavam quase secas! Pesquisei um pouco na internet e descobri que muitos turistas reclamam disso. E como Pamukkale é longe, decidi que não ia arriscar gastar uma grana de passagem de avião para ir até lá e correr o sério risco de não gostar.

Quando ir? - Eu fui no fim de maio (fim da primavera) e adorei o clima. Fazia uns 23, 24 graus, dava para sair de bermuda, mas não estava insuportável de quente. Dizem que no verão é um calorão. No inverno é frio mesmo! Veja a média de temperatura mês a mês de Istambul no site do The Weather Chanel. Antes de arrumar as malas para viajar, veja como ficará o tempo em todas as regiões da Turquia nos próximos cinco dias no site do governo turco.

O que fazer? - Meu roteiro foi assim: cheguei no fim da tarde do dia 21/05/2012, tomei um banho, jantei e dormi. No dia 22/05, fiz esses passeios aqui e à noite, fui ver a apresentação dos dervixes rodopiantes. No dia 23/05, fiz os passeios descritos neste post e fui tomar um banho turco. No dia 24/05, fui às atrações descritas neste post. Não foi tão cansativo. Deu para acordar umas 7h30, 8h, visitar tudo com calma, tirar muiiiitas fotos, parar em lojinhas, almoçar, tomar um banho no fim da tarde e jantar com calma. Faltou ir na região mais "moderna e ocidental" da cidade, vai ter que ficar para a próxima.

Quanto tempo ficar? - Fique pelo menos três dias inteiros em Istambul (sem contar os dias de deslocamento). Acho que 3 dias e meio ou 4 dias é o ideal. Mas dá para fazer bem em três dias, se você não for daqueles que faz questão de acordar tarde. Na Capadócia, fique dois dias inteiros (se você pegar o voo que chega às 8h ou 9h da manhã, dá para contar esse dia como um dia inteiro de passeio).

Dá para entender os turcos? - Conseguimos nos entender bem em inglês com todos os turcos com quem conversamos. Nos restaurantes, no hotel, nas atrações turísticas, nas lojas, todo mundo falava muito bem o inglês. Nas lojas do Grand Bazaar, muitos dos vendedores arranham o português e o espanhol. Eles se esforçam para serem entendidos e são bem simpáticos. Quanto à leitura de placas: não, você não vai precisar ler a grafia otomana antiga. O alfabeto deles parece com o nosso, apenas com umas 3 ou 4 letras diferentes. E há várias placas escritas em inglês.

Devo ir de excursão? - Na primeira vez que pensei em ir para a Turquia, achava que era inviável ir por conta própria, pois imaginei que era tudo diferente demais. Pesquisei e vi, na prática, que é facílimo conhecer Istambul sem excursão ou guia. Conheço gente que mesmo sem falar inglês direito conseguiu se virar direitinho lá indo sem excursão. Mas acho que, para conhecer o interior da Turquia, o melhor é contratar uma excursão. As distâncias são grandes entre uma cidade e outra e os deslocamentos podem ser complicados. Antes de sair do Brasil, eu já deixei organizado com uma agência de viagens turca um pacote para conhecer a Capadócia, que incluía transfer entre  aeroporto e hotel e os passeios. Mas em Istambul, fiz tudo sozinha. Quer dizer, com meu marido-GPS-man e duas amigas! E foi tudo ótimo, deu tudo certo! Nos posts sobre a Capadócia eu conto mais sobre esse assunto, ok?

Onde ficar? - Em Istambul, ficar na região de Sultanahmet é uma boa: tem muitos hotéis e você fica pertinho de um monte de atração turística. Eu me hospedei no Cheers Hostel, próximo ao Palácio do Topkapi, mas não sei se voltaria a ficar lá não... Os funcionários do albergue são muito simpáticos, falam inglês bem, mas as toalhas do hotel são muiiiito velhas. Teve uma que até rasgou de tão velha. Nos colocaram num quarto de casal num prédio anexo ao prédio principal, do outro lado da rua, mas o quarto era escuro, super mal ventilado. E tinha um banheiro esquisito, sem paredes de verdade, apenas com paredes de vidro. Casais sem muita intimidade devem achar bem estranho. E o box estava vazando água, molhou o quarto... Falamos do vazamento para os funcionários, mas eles nem se deram ao trabalho de tentar consertar. Ou seja, nada disso dava para saber só de ver as poucas fotos do albergue no site deles. E olha que o albergue estava bem no ranking do Trip Advisor. Minhas amigas deram sorte, ficaram num bom quarto, com janelas amplas, mas no prédio principal. Pelo menos o albergue não foi muito caro.

Na Capadócia, optamos por ficar na cidade de Goreme. Vou explicar isso com calma ainda, mas a Capadócia é uma região da Turquia. As atrações turísticas estão espalhadas por várias cidades. Os municípios que mais concentram hotéis são Goreme e Urgup, e ambos têm centrinhos com comércio e restaurantes. Dizem que em Urgup ficam os hotéis mais charmosos. Optamos em ficar na cidade de Goreme, pois a hospedagem lá era mais barata. Ficamos no Canion View Hotel, um hotel gerenciado por uma família de turcos, com uns sete quartos. Os quartos são do estilo "cave hotel", ou seja, encravados na caverna. Mas são bem confortáveis, amplos, com tapetes e banheiro bonito. Tinha chá e excelente wifi grátis. O café da manhã era uma delícia: omelete, pães, iogurte, queijos, frutas, suco, café, damasco, nozes, passas, nutella, enfim...muito bom! As fotos do site deles correspondem bem à realidade. Teve apenas dois "poréns":  só dois funcionários (irmãos) falavam inglês. A mulher que parecia a mãe deles, e que ficava às vezes na recepção, não falava uma palavra. E o outro "porém" era que apesar de eles terem dito que aceitavam cartão de crédito, na hora em que fomos pagar, disseram que não estavam mais aceitando cartão. Tivemos que pagar em dinheiro, mas o hotel era barato. Ficaria hospedada lá de novo com certeza!

Viajar para a Turquia sai muito caro? - Saiu mais barato do que eu estava pensando. Comida lá não é caro. Uma refeição individual sai por uns R$ 20. Um suco de laranja sai por uns R$ 4. Uma garrafa de água de 1,5 L custa uns R$ 2. Uma passagem de bonde custa R$ 2.

Moeda - A moeda turca se chama Nova Lira Turca, e a sigla dela é TL. Quando eu viajei, 1 TL equivalia a quase R$ 1. Mas em relação ao Euro, a moeda turca estava mais valorizada. Ou seja, enquanto 1 euro equivalia a R$ 2,66 quando eu viajei, na Turquia, 1 TL equivalia a R$ 2,30.

Os costumes são muuuuiiito diferentes? - Já postei aqui que o jeito dos turcos não me chocou tanto. Sim, você verá muitas mulheres vestidas de preto da cabeça aos pés. Mas não será repreendida por andar com calças ou bermudas comportadas, nem blusinhas de alcinha. Não vão te olhar torto na rua. O chamado para a oração que ecoa dos minaretes causa estranhamento no início, mas não chega a te acordar no meio da madrugada. O mais engraçado de tudo é o vaso sanitário turco: você tem que agachar bem para usá-lo e depois jogar água nele. Você verá esse tipo de vaso em tudo quanto é lugar, mas em 99% das vezes, estará disponível também o vaso sanitário comum ocidental.



Mulher muçulmana vestida de preto da cabeça aos pés. Foto: Sabrina Andrade

Minarete de mesquita: deles ecoam os chamados para as orações. Foto: Marcelle Ribeiro



Banheiro turco no sanitário feminino: você verá vários! Foto: Marcelle Ribeiro

A comida é muiiiiito diferente? - Nem tanto. Como eu disse aqui, mesmo quem detesta provar coisas novas vai achar um franguinho com arroz ou um macarrão na maioria dos restaurantes. E tem todos essas redes de fastfood que você está careca de conhecer, pelo menos em Istambul. Não sei como é no período do Ramadã, quando os turcos têm que ficar em jejum do amanhacer ao pôr do sol, porque quando fui não era época de Ramadã. Aliás, é importante investigar se no período em que você estará na Turquia ocorrerá o Ramadã, cuja data varia de ano para ano. É que algumas atrações turísticas podem ter o horário de funcionamento alterado.

Outros blogs e sites que vão te ajudar - Durante as minhas pesquisas sobre a Turquia, visitei os seguintes blogs e sites, que ajudaram bastante:

Viaje na Viagem
Viaggio Mondo
Longe e Perto
A Turista Acidental
Dri Every Where
Turkey Travel Planner
O Descobrimento da América +
Fatos e Fotos de Viagem
Fui e Voltei para Voltar


VEJA A LISTA DE TODOS OS LINKS SOBRE A TURQUIA

7 comentários:

Guta | Blog Vambora! disse...

Adorei todas essas dicas!!! Turquia está na lista dos destinos para ir conhecer em breve!!! Muito legal!! Favoritado!!

Marcelle disse...

Obrigada, Guta, volte sempre aqui no blog!
Abs,
Marcelle

Anônimo disse...

Marcelle q linda turquia me convenceu e irei sozinha sem excursao acredito q me viro por la detesto depender de horarios fixados...rsrsrs em agosto 2013. bjs parabens
sandra

Gleusa disse...

Muito legal o seu blog. Li tudo sobre Istambul porque iremos para lá no final de março. Você escreve de forma tão clara que parece que estamos vivenciando contigo o lugar. As fotos, além de bonitas, ajudam muito a retratar o lugar ou a situação. Sou brasileira e mora na Noruega. Meu marido (que é norueguês) e eu adoramos viajar, então estou aproveitando a oportunidade de morar por aqui. Abraços. Gleusa

LUIZ GUSTAVO FREITAS disse...

adorei sua postagem... muito esclarecedora... tenho vontade de ir sozinho, mas estava um tanto receoso, ainda mais por não falar inglês... poderia me adicionar no facebook? se vc tiver aqui está meu endereço https://www.facebook.com/luizgustavo.freitas.7

obrigadoooooooooo!!!

Profª Renata de Castro disse...

Adorei as dicas! Valiosíssimas! Vou sozinha na cara e na coragem! rsrsrs

Anônimo disse...

OLA PESSOAL,
EU SOU UMA GUIA PROFISSIONAL E LICENÇIADO PELO ESTADO DA TURQUIA.MORO NA CAPADOCIA,DESDE 2010 ATENDO AOS BRASILEIROS FALANDO PORTUGUÊS PORQUE ESTEVE NO BRASIL PARA APRENDER ESTA MARAVILHOSA LÍNGUA.GOSTARI DAR OS MEUS SERVIÇOS COMO GUIA PARA CONHECER LINDA CAPADOCIA.TENHO UM WEB SITE PODEM DAR UMA OLHADA:WWW.GUIACAPADOCIA.COM MEU CONTATO É: b_yilmaz78@hotmail.com
BANU YILMAZ